Notícias

Vejam as últimas notícias da ENE

HomeNotícias

Conmebol divulga calendário de 2018 com "eventual final única" para Libertadores

(Foto: Divulgação - Globo Esporte)

Além de ampliar os ganhos para seus torneios a partir de 2019, a Conmebol também anunciou o calendário de suas competições de clubes para 2018. Nas datas anunciadas, uma chama atenção. A entidade deixou marcada uma eventual final única para a Libertadores para o dia 1º de dezembro do próximo ano, um sábado. No entanto, a mudança no formato do torneio ainda não está garantida, e os dias 7 e 28 de novembro estão reservados para os dois jogos da decisão, caso o regulamento seja mantido (veja o calendário completo mais abaixo).

A final única é um desejo do presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez. O martelo sobre a adoção ou não do modelo europeu na decisão será batido no final deste ano. Quatro cidades surgiram como candidatas a receber o evento: Lima, São Paulo, Rio de Janeiro e Miami.

O calendário foi aprovado em reunião do Conselho da Conmebol, nesta quarta-feira, em Bogotá. Pela primeira vez, a entidade divulgou o cronograma com tanta antecedência. A Libertadores começará no dia 22 de janeiro de 2018, com os jogos de ida da primeira de três fases anteriores à fase de grupos. A segunda fase, onde entram os primeiros brasileiros na disputa, está marcada para os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. 

Os jogos da fase de grupos terão seu pontapé inicial no dia 28 de fevereiro e irão até o dia 23 de maio. Devido à Copa do Mundo, o mata-mata da Libertadores só será disputado a partir de agosto. Portanto, a competição ficará parada por quase três meses. O jogo de ida das oitavas de final está marcado para o dia 8 de agosto. 

A Recopa Sul-Americana, que reúne os vencedores da Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano anterior, será disputada nos dias 7 e 21 de fevereiro. Em 2018, a taça pode ter dois brasileiros, com o Grêmio de um lado, e Sport, Flamengo ou Fluminense de outro. A Copa Sul-Americana começará no dia 14 de fevereiro, com seis partidas da primeira fase, e tem seus dois jogos da final marcados para os dias 5 e 12 de dezembro.

 

CONFIRA O CALENDÁRIO COMPLETO:

 

 Confira o calendário completo da Conmebol em 2018 (Foto: Divulgação/Conmebol)

Confira o calendário completo da Conmebol em 2018 (Foto: Divulgação/Conmebol)

Fonte: Globo Esporte

Compartilhar

Duelo Messi x CR7 nunca foi tão importante como será nesta temporada

(Compare os números de Messi e Cristiano Ronaldo desde que o português chegou no Real Madrid; Gráfico: ESPN)

(Compare os números de Messi e Cristiano Ronaldo desde que o português chegou no Real Madrid; Gráfico: ESPN)

A temporada 2017/18 marcará o tira-teima do século. Afinal, quem é o melhor jogador: Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi?

Será o ano do desempate. O português foi eleito o melhor do mundo nesta segunda-feira e deixou tudo igual no duelo particular com o argentino, com cinco troféus individuais para cada um.

Desta vez, o duelo individual tem uma pitada ainda mais interessante chamada Copa do Mundo.

Lionel Messi (30 anos) e Cristiano Ronaldo (32) já estão classificados para o que, considerando a idade de cada um, talvez seja o último Mundial de cada um no mais alto nível.

E os dois chegam em pé de igualdade. Portugal até sofreu um pouco menos para se classificar, nas a Argentina sempre é vista como um dos melhores elencos do mundo. Em princípio, são duas seleções que podem surpreender, apesar de não estarem entre as principais favoritas.

Neste tipo de ano, o desempenho na Copa do Mundo costuma ser muito importante para definir quem será o melhor jogador. Mas, claro, está longe de ser o único quesito.

E as disputas caseiras, como sempre, devem ser fundamentais. Ainda mais porque os dois brigam diretamente por todos os troféus.

Na primeira final do ano, melhor para Ronaldo, que conquistou a Supercopa da Espanha com direito até a um atropelo para cima do Barça – mesmo com o português fora do segundo jogo por ter sido expulso no primeiro.

Mas, claro, a disputa ainda terá duelos diretos no Campeonato Espanhol (hoje, o Barça lidera com 5 de vantagem para o principal rival), Copa do Rei (a disputa começa nesta semana) e, principalmente, Uefa Champions League (onde ambos os times estão com um pé nas oitavas de final).

Por enquanto, como dito, Ronaldo leva a vantagem no número de troféus, com a Supercopa da Espanha ganha justamente em cima de Messi. Além disso, o português ainda atuou alguns minutos na conquista da Supercopa da Uefa, para cima do Manchester United, e já abriu uma vantagem de 2 a 0. 

Individualmente, porém, é o argentino quem parece levar vantagem até aqui.

Não por menos: Messi vem tendo o melhor começo de temporada de sua carreira. Até agora, são 15 gols e quatro assistências em 14 jogos pelo Barcelona. Soma-se a isso a atuação sensacional diante do Equador, com os três gols que colocaram a Argentina na Copa do Mundo.

Ronaldo teve o começo de temporada atrapalhado por uma suspensão. Até agora, tem 7 gols e uma assistência em 10 jogos pelo Real.

Fonte: ESPN

Compartilhar

Corinthians vê chance de título cair e já tem Palmeiras no retrovisor

(Palmeiras é o novo vice-líder do Brasileirão; Foto: ESPN)

(Palmeiras é o novo vice-líder do Brasileirão; Foto: ESPN)

 

Depois de mais um jogo sem vencer, o Corinthians viu suas chances de ficar com o título do Campeonato Brasileiro diminuírem, embora sigam bem altas. É isso o que apontam as estatísticas do Soccer Power Index (entenda como funciona abaixo), da ESPN

A possibilidade de o time alvinegro ficar com título era de 81% e acabou indo para 74% depois da derrota para o Botafogo, o terceiro jogo seguido sem vitórias na competição - antes, vinha de empate com o Grêmio e revés para o Bahia. A vantagem na liderança reduziu de dez para seis pontos em questão de três jogos.

Por outro lado, o Palmeiras aumentou suas chances de conseguir o bicampeonato de 5% para 15%. O cenário tornou-se melhor devido à vitória sobre o Grêmio, resultado que fez os alviverdes tomaram a segunda colocação do rival. Após a 27ª rodada, o número da equipe era inferior a 1%.

Os gaúchos caíram para o quarto lugar e viram a possibilidade de título ir de 8% para 3%. No terceiro posto está o Santos, que bateu o Atlético-GO e viu suas chances saltarem de 4% a 7%. Os demais times têm menos de um 1% de chance de título cada uma.

“É a segunda vez nesse segundo turno que fica seis pontos. É uma vantagem ainda considerável. Mas se a gente quer algo no campeonato temos que nos concentrar mais e não continuar deixando de ter resultados por falta de concentração ou algo assim”, afirmou o técnico do Corinthians, Fábio Carille, depois da partida contra o Botafogo.

A classificação e as projeções de título

TimePontosChances na 29ª rodadaChances na 30ª rodada
1º Corinthians  59 81% 74%
2º Palmeiras 53 5% 15%
3º Santos 53 4% 7%
4º Grêmio 50 8% 3%

 

Carille se diz 'chateado' com gols de bola parada, mas tranquiliza: 'Não é a primeira vez que a vantagem fica em 6 pontos'

  • Entendendo o Soccer Power Index

O Soccer Power Index (SPI) é um índice criado pela ESPN em 2009, com a proposta de analisar o futebol unindo perspectivas objetivas e subjetivas. Atualmente, a ferramenta tem ranking de 24 ligas nacionais de futebol, incluindo a Série A do Brasileiro, e ainda acompanhará a Champions League e a Liga Europa.

A metodologia dos números usa quatro fatores básicos a cada partida – que envolvem os gols marcados e finalizações – para avaliar as performances dos times, criando medições ofensivas e defensivas. Esses índices, então, permitem o cálculo das probabilidades de vitória, empate ou derrota em cada jogo.

Com essas projeções, a ferramenta simula as possibilidades para os duelos futuros e, seguidamente, a temporada milhares de vezes para determinar as chances de cada time ser campeão – ou rebaixado.

Fonte: ESPN

Compartilhar

Com 75 pontos de trio, Warriors superam os Mavericks e voltam a vencer

Com 75 pontos de trio, Warriors superam os Mavericks e voltam a vencer

(Com 75 pontos de trio, Warriors superam os Mavericks e voltam a vencer; Foto: Divulgação globo Esporte)

Não chegou a ser uma exibição de gala, mas o Golden State Warriors tratou de esfriar as cobranças por conta das duas derrotas nos três primeiros jogos da temporada. Em quadra pela quarta vez, os atuais campeões foram até Dallas na noite desta segunda-feira, encarar os Mavericks e, apesar de ainda apresentarem inconsistência, principalmente no segundo período, foram dominantes na maior parte do jogo e venceram a equipe lanterna da NBA por 133 a 103. 

Stephen Curry, Kevin Durant e Klay Thompson foram os destaques do triunfo, com 75 pontos somados entre os três. Responsável por abrir larga vantagem para os visitantes no início do último período, o trio só não teve números ainda maiores porque foi para o banco descansar na reta final. Stephen Curry terminou como cestinha, com 29 pontos, além de oito assistências. Kevin Durant apareceu logo na sequência, com 25 pontos, oito rebotes e seis assistências. Klay Thompson completou com outros 21 pontos. Carregador de piano do grupo, Draymond Green também foi importante, com 10 pontos, sete rebotes e oito assistências. 

Nos Mavericks, que perderam a quarta partida em quatro jogos, restou a esperança de um futuro melhor com mais uma atuação destemida do calouro Dennis Smith Jr. Foram 10 pontos e seis assistênicas para o jovem de 19 anos, que não se intimidou diante dos atuais campeões. Wesley Matthews foi o principal pontuador dos Mavs, com 19. 

Kevin Durant teve partida consistente, com 25 pontos e oito rebotes (Foto: Reuters)

Kevin Durant teve partida consistente, com 25 pontos e oito rebotes (Foto: Reuters) 

O Golden State Warriors começou o jogo arrasador. Com a mão calibrada, Kevin Durant acertou um chute para três pontos, fazendo 12 a 6. Pouco depois, Durant repetiu a dose, ampliando para 17 a 6. O Dallas só começou a reagir a partir do meio do quarto, quando Matthews diminuiu para 44 a 31. Pouco depois, Powell pontuou, empolgando a torcida da casa. Só que Curry e companhia não estavam para brincadeira, e os Warriors foram para o segundo quarto vencendo por 40 a 24. 

O segundo quarto começou com uma cesta de Powell para os Mavericks. Livingston respondeu para o Golden State no minuto seguinte. Aos poucos, o time da casa foi reduzindo a vantagem do rival. Após uma cesta de três de Ferrell, a diferença caiu para nove pontos: 53 a 44. Empurrados pela torcida, os Mavericks cortaram para seis pontos, quando Barnes diminuiu para 60 a 54. Cada vez mais embalado, o Dallas chegou a estar a um ponto do empate (63 a 62), mas graças a cestas de Curry em lances livres, os Warriors venceram a parcial por 65 a 62. 

Na volta para o terceiro período, a defesa dos Warriors voltou a funcionar e, com o poderoso trio de ataque, não demorou para os visitantes abrir vantagem novamente. Os Mavs lutaram bastante para não deixarem o Golden State deslanchar, mas, pouco a pouco, a diferença foi aumentando e chegou a 16 pontos ao fim do terceiro período (100 a 84). Daí para a frente, os Warriors não deram mais chances aos donos da casa e puderam até descansar as principais estrelas na reta final: 133 a 103 para Golden State. 

Campanhas
Mavs: 0v, 4d (15º do Oeste)
Warriors: 2v, 2d (8º do Oeste) 

Próximos jogos
Mavs: contra os Grizzlies, quarta-feira (25/10), em Dallas
Warriors: contra os Raptors, quarta-feira (25/10), em Oakland 

Spurs seguem invictos 

Sempre competitivo, os Spurs seguem invictos após três partidas na temporada. A vítima da vez foi o Toronto Raptors, que até teve boa atuação em San Antonio, mas não resistiu ao forte time comandado por Gregg Popovich: 101 a 97 para os donos da casa. O pivô LaMarcus Aldridge foi mais uma vez o cestinha dos Spurs, com 20 pontos, enquanto o armador Dejounte Murray, que está em seu segundo ano na NBA, anotou um duplo-duplo de 16 pontos e 14 rebotes. 

Nos Raptors, destaque para DeMar DeRozan, que foi o maior pontuador do jogo, com 28. O brasileiro Lucas "Bebê" Nogueira, que ganhou oportunidade no time titular por conta da lesão do lituano Jonas Valanciunas, jogou por 19 minutos e contribuiu com quatro pontos e seis rebotes. 

Campanhas
Spurs: 3v, 0d (3º do Oeste)
Raptors: 2v, 1d (3º do Leste) 

Próximos jogos
Spurs: contra o Heat, quarta-feira (25/10), em Miami
Raptors: contra os Warriors, quarta-feira (25/10), em Oakland 

Wizards vencem mais uma 

Os Wizards são outro time que continua invicto após três partidas. A equipe da capital americana foi até Denver enfrentar os Nuggets e arrancou triunfo suado por 109 a 104, resultado que mantém o Washington no topo da Conferência Leste. Todos os titulares dos Wizards pontuaram em dois dígitos, com destaques para os armadores Bradley Beal, com 20, e John Wall, que conseguiu um duplo-duplo de 19 pontos e 12 assistências. 

Campanhas
Nuggets: 1v, 2d (11º do Oeste)
Wizards: 3v, 0d (1º do Leste) 

Próximos jogos
Nuggets: contra os Hornets, quarta-feira (25/10), em Chartlotte
Wizards: contra os Lakers, quarta-feira (25/10), em Los Angeles 

 

Em crise, Suns ganham a primeira

 

Em meio ao turbilhão que tem sido o início de temporada, o Phoenix Suns ao menos deu uma alegria para sua torcida nesta segunda. Após início de três derrotas, demissão do técnico Earl Watson e pedido para sair de um dos principais nomes do elenco, Eric Bledsoe, o time se recompôs e conquistou a primeira vitória, contra o Sacramento Kings: 117 a 115. Destaques para Devin Booker, cestinha com 22 pontos, e Mike James, que saiu do banco para anotar 17, incluindo a cesta que garantiu o triunfo.  

Campanhas
Suns: 1v, 3d (13º do Oeste)
Kings: 1v, 3d (14º do Oeste) 

Próximos jogos
Suns: contra o Jazz, quarta-feira (25/10), em Phoenix
Kings: contra os Pelicans, quinta-feira (26/10), em Sacramento

Fonte: Globo Esporte

Compartilhar

Wentz comanda, Eagles batem os Redskins e mantêm melhor campanha da NFL

(Wentz comanda, Eagles batem os Redskins e mantêm melhor campanha da NFL; Foto: Divulgação Globo Esporte)

Os gritos de MVP ecoaram alto no estádio na Filadélfia. Não sem motivos. Em mais uma grande atuação, o jovem quarterback Carson Wentz mostrou estar mesmo entre os candidatos a melhor jogador da temporada e comandou vitória em casa do Philadelphia Eagles sobre o Washington Redskins por 34 a 24, no fechamento da Semana 7 da NFL. 

Com o resultado, o time da Filadélfia não apenas abriu vantagem em cima do rival dentro da Divisão Leste da Conferência Nacional (NFC), como engatou a quinta vitória seguida e se isolou com a melhor campanha da liga. São seis vitórias em sete jogos até aqui para os Eagles. Já o Washington soma três vitórias e três derrotas.

Carson Wentz chegou a dar um susto nos torcedores do Philadelphia ao lançar uma interceptação logo na primeira campanha dos donos da casa na partida. Mas o jovem de 24 anos não se deixou abater, voltou para o campo na sequência e viveu noite de gala. Foram 268 jardas lançadas por Wentz e quatro touchdowns, além de correr para 64 jardas. Em sua segunda temporada na NFL, o QB dos Eagles assumiu a liderança da liga em TDs nesta temporada, com 17. 

Destaque no Philadelphia também para o tight end Zach Ertz. Principal alvo de Carson Wentz no ataque, o jogador de 26 anos apareceu em algumas das melhores jogadas da partida e terminou com 89 jardas recebidas e um TD. 

 O time dos Redskins, comandado pelo QB Kirk Cousins, até que foi valente jogando fora de casa. Chegaram a sair na frente do placar e abriram 10 a 3 logo no início do segundo quarto. No entanto, em seguida, o ataque do Washington passou um bom tempo dominado pela defesa dos Eagles e, para piorar, cederam 21 pontos seguidos, o que encaminhou a vitória dos donos da casa. Cousins terminou com três touchdowns, 306 jardas lançadas e uma interceptação. 

Os Eagles voltam a jogar em casa na próxima rodada, quando recebem o San Francisco 49ers, no domingo. No mesmo dia, os Redskins terão pela frente mais um duelo de divisão, quando contra o Dallas Cowboys, em Washington. 

 

Resultados da Semana 7 da NFL

 

Quinta-feira, 19
Oakland Raiders
 31 x 30 Kansas City Chiefs 

Domingo, 22
Buffalo Bills 30 x 27 Tampa Bay Buccaneers
Minnesota Vikings 24 x 16 Baltimore Ravens
Miami Dolphins 31 x 28 New York Jets
Los Angeles Rams 33 x 0 Arizona Cardinals
Indianapolis Colts 0 x 27 Jacksonville Jaguars
Green Bay Packers 17 x 26 New Orleans Saints
Chicago Bears 17 x 3 Carolina Panthers
Cleveland Browns 9 x 12 Tennessee Titans
San Francisco 49ers 10 x 40 Dallas Cowboys
Los Angeles Chargers 21 x 0 Denver Broncos
New England Patriots 23 x 7 Atlanta Falcons
Pittsburgh Steelers 29 x 14 Cincinnati Bengals
New York Giants 7 x 24 Seattle Seahawks

 

Segunda-feira, 23
Philadelphia Eagles 34 x 24 Washington Redskins

Fonte: Globo Esporte

 

Compartilhar

Cruzeiro bate Rio de Janeiro e mantém 100% na Superliga

Cruzeiro sofreu, mas no fim acabou vencendo os rivais cariocas em casa (Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro)

Atual campeão da Superliga masculina de vôlei, o Cruzeiro recebeu o Rio de Janeiro neste sábado, pela segunda rodada da competição. Iniciando o duelo de maneira avassaladora, a Raposa parecia que não teria muitas dificuldades para garantir o triunfo, no entanto, os visitantes demonstraram persistência e venderam caro a derrota por 3 sets a 2, parciais de 25/13, 29/31, 32/34, 25/18 e 15/10, no Ginásio Riacho, em Contagem.

Depois de estrear com uma importante vitória sobre o Corinthians Guarulhos, fora de casa, na semana passada, o Cruzeiro, que defende o título da Superliga, voltou a triunfar neste sábado, provando que é um dos grandes candidatos a levantarem o troféu da atual temporada.

Apostando no bloqueio e na consistência defensiva, o Cruzeiro não demorou para se impor em quadra e rapidamente conquistou o primeiro set, fechando a parcial em 25/13. O atropelo da parcial inicial, no entanto, não se repetiu na seguinte, quando o Rio de Janeiro travou um duelo bastante equilibrado, excedendo os 30 pontos e deixando tudo igual.

Os visitantes ainda viraram para cima do Cruzeiro, novamente passando dos 30 pontos no terceiro set, fato que ia comprovando o grande equilíbrio entre as equipes. Foi no quarto set que o time celeste acordou e reencontrou o bom desempenho do início do jogo, voltando a se impor em quadra e fechando a parcial em 25/18.

Bastou ao Cruzeiro manter o nível no tie-break, quando a pressão da torcida acabou surtindo efeito, e o time jogou de forma mais agressiva para manter 100% de aproveitamento neste início de Superliga masculina de vôlei.

Fonte: Gazeta Esportiva

Compartilhar

DISTRITO FEDERAL

Telefones Secretaria:
(61) 3381 9928
(61) 3254 6643
(61) 3263 8588
(61) 3263 8581

Whatsapp:
(61) 99575 9393

 


Atendimento Comercial

LUCAS CAETANO
(61) 99227 3742

JOÃO GABRIEL
(61) 99240 6734

RIO DE JANEIRO

(21)  2109-6857
(21) 97190 3073

JOINVILLE

(47) 3227 44 41
(47) 9609 0827

Console de depuração do Joomla!

Erros

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco