Notícias

Vejam as últimas notícias da ENE

HomeNotícias

Metodologia de Ensino Voleibol - Escola de Vôlei Paula Pequeno

 

A aptidão esportiva é desenvolvida de uma maneira prazerosa, auxiliando a criança a socializar e conhecer seus limites.

A metodologia “Formando Campeões”, leva em conta cinco pontos distintos: motor, cognitivo, psicológico, filosófico e
social, que contribuem para o desenvolvimento harmonioso e integral dos alunos. Mais do que descobrir futuros atletas
olímpicos, temos a missão de transformar a atividade física em benefícios para a vida dos alunos.
O fascínio pelo esporte é cada vez maior e sua prática, dia a dia, conquista mais adeptos. A cultura esportiva se difunde
de tal forma que o esporte faz parte da vida das pessoas. A prática esportiva deve amparar-se em procedimentos
pedagógicos com base em duas referências: Esportiva e Socio-Educativa.

Os “Centros de Treinamento” funcionam em parceria com grandes instituições de ensino, desta forma, conseguimos atender os nossos atletas sempre numa excelente estrutura.

Convidamos a todos os interessados a fazerem aulas experimentais e aprovarem nosso método.

A grande motivação de todas as categorias, são as equipes de competição, que são montadas com atletas selecionados nas peneiras de todas as unidades em cada região, visando disputarem os principais campeonatos e torneios da sua cidade.

Em finais de semana pré-agendados, são desenvolvidas atividades que estão divididas em:

– Testes de passagem de nível (básico, intermediário e avançado)
– Excursões a jogos e treinos (área reservada na arquibancada)
– Palestras educacionais ligadas ao esporte, educação e cidadania
– Amistosos e jogos diversos, com presença de grandes ATLETAS e convidados
– Jogos recreativos dos pais e professores entre as instituições de ensino

Ao final de cada semestre, faremos um evento reunindo todos os atletas, a fim de confraternizarmos ao lado de ídolos do Esporte.

Detecção de talentos

Estaremos sempre observando nossos atletas de maior aptidão, a fim de identificar os mais talentosos e assim trabalhamos no sentido de orientar e indicar nossos atletas para os principais Clubes do Brasil e do exterior, visando a profissionalização do atleta.

Os treinos são aplicados e supervisionados por profissionais altamente experientes e gabaritados, referencia nas suas modalidades.

Compartilhar

História do Voleibol

História do VOLEIBOL

Origem do voleibol 

O voleibol foi criado nos Estados Unidos, no dia 9 de fevereiro de 1895, pelo diretor de educação física da ACM (Associação Cristã de Moços de Massachusetts) William George Morgan.

Ao inventar  o voleibol e suas regras, Morgan tinha como objetivo principal a criação de um esporte sem contato físico entre os jogadores. Desta forma, ele pretendia oferecer às pessoas (principalmente aos mais velhos) um esporte em que as lesões físicas, provocadas por choques entre pessoas, seriam raras.

Primeiros anos do esporte 

Nos primeiros anos, o voleibol ainda não contava com uma bola específica, sendo praticado com uma câmara da bola de basquete. A rede era improvisada, a mesma usada nas partidas de tênis. Neste período, o esporte era conhecido por Mintonette. Com o passar do tempo, foi ganhando o nome popular de volleyball, que acabou se tornando oficial.

Principais fatos após a invenção do voleibol:

- 1900 -  voleibol chega ao Canadá, primeiro país fora dos Estados Unidos

- 1908 - o esporte vai para o continente asiático e começa a ser praticado na China e no Japão

- 1910 - o esporte chega ao Peru, primeiro país da América do Sul a praticar o esporte

- 1942 – morre, aos 72 anos de idade, o criador do voleibol, William George Morgan

- 1947 - fundada na França a FIVB ( Federação Internacional de Voleibol)

- 1949 -  realizado o primeiro campeonato mundial masculino na Tchecoslováquia (foi vencido pela Rússia)

- 1951 – realizado o primeiro campeonato sul-americano de voleibol, na cidade do Rio de Janeiro. O Brasil tornou-se campeão masculino e feminino.

- 1952 – realizado o primeiro campeonato mundial feminino

- 1964 – o esporte passa a fazer parte do programa oficial das Olimpíadas, realizadas em Tóquio no Japão.  

Últimos campeões de voleibol:

- A seleção brasileira masculina de voleibol foi campeã do Campeonato Mundial de Vôlei nos anos de 2002, 2006 e 2010. A seleção feminina italiana foi campeã em 2002, enquanto a da Rússia obteve o título em 2006 e 2010.

- As Copas do Mundo de Vôlei de 2003 e 2007 também foram vencidas pela seleção brasileira masculina. 

- Na Copa do Mundo de 2011, a seleção russa sagrou-se campeã. Mesmo com o terceiro lugar, a seleção brasileira de voleibol conquistou uma vaga para os Jogos Olímpicos de Londres em 2012.

- A seleção feminina de vôlei da Itália foi campeã da Copa do Mundo de Vôlei nas últimas duas edições (2007 e 2011).

- A próxima Copa do Mundo de Voleibol (masculino e feminino) ocorrerá no Japão em 2015.

- Em 2012, nas Olimpíadas de Londres, a seleção masculina de voleibol da Rússia obteve a medalha de ouro, após vencer a seleção brasileira na final. Na categoria feminina, as jogadoras brasileiras jogaram muito bem e conquistaram o ouro para o Brasil, após vencerem a forte equipe dos Estados Unidos.

- O Campeonato Mundial de Voleibol (masculino) de 2014, que contou com 24 seleções, ocorreu na Polônia entre os dias 30 de agosto e 21 de setembro. A seleção polonesa foi campeã, após vencer o Brasil na final por 3 sets a 1. O campeonato feminino ocorreu na Itália, entre os dias 23 de setembro e 12 de outubro de 2014. A seleção brasileira fez uma boa campanha, porém perdeu na semifinal para as norte-americanas pelo placar de 3 sets a 0, ficando com a 3ª posição no campeonato.

Compartilhar

Regras do Voleibol

As regras do VOLEIBOL

Vôlei – O campo de jogo

Uma quadra oficial de vôlei tem formato retangular e ocupa 18 metros de comprimento, divididos pela rede, e 9 metros de largura. Com uma superfície de madeira ou material sintético, a quadra de vôlei deve ter piso liso e ser identificada por cores vivas. Observando a figura acima que identifica o que é cada linha da quadra, abaixo descreveremos para que cada uma delas servem.

Zona de ataque: É a área em que os jogadores podem atacar contra a quadra adversária. Compreende 3 metros para cada lada da rede.

Zona de defesa: É a zona em que 95% das bolas rebatidas pelo ataque da outra equipe entram. Corresponde a 6 metros de cada lado da quadra após a zona e ataque.

Linhas laterais e linhas de fundo: São duas linhas laterais e duas linhas de fundo. Elas delimitam a quadra de jogo. Ambas fazem parte da quadra.

A rede: A rede fica posicionada no centro da quadra, possui 1 metro de largura e de 9,5 a 10 metros de comprimento com 25 a 50 centímetros da antena até o cabo e a corda que a seguram. A borda superior da rede deve ter 7 centímetros de largura, feita de lona branca e costurada ao logo de sua extensão. A borda da parte inferior da rede tem 5 centímetros de largura. A altura da rede varia conforme a modalidade. Para jogos do masculino, ela deve ficar a 2,43 metros do chão. Para jogos do feminino, sua altura deve ser de 2,24 metros. Os postes que sustentam a rede são colocados a uma distância de 0,5 a 1 metro além das linhas laterais. Eles medem 2,55 metros de altura e devem ser de preferência ajustáveis.

A antena: Serve para delimitar a área por onde a bola pode passar para o outro lado da quadra. É uma haste flexível com 1,8 metros de extensão e 10 milímetros de diâmetro. É feita de fibra de vidro ou material similar. Elas se estendem 80 centímetros acima da borda superior da rede.

Zona livre: É o espaço em que os jogadores podem defender e passar a bola. Ocupa 3 metros a partir de qualquer ponto da quadra de jogo.

A bola
A bola oficial de vôlei deve ser esférica, coberta por uma capa de couro flexível ou sintético e composta por uma câmara interior inflável de borracha ou material similar. Sua cor deve ser clara e uniforme, podendo ter também uma combinação de cores. Sua circunferência deve ser entre 65 e 67 centímetros e pesar entre 260 e 280 gramas.

Os árbitros e os juízes de linha
No jogo de vôlei, a arbitragem é composta pelo primeiro árbitro, segundo árbitro, apontador e juízes de linha. Nas competições organizadas pela FIVB é obrigatório a presença de quatro juízes de linha. Em jogos normais pode haver apenas dois. Veremos a seguir, qual a função de cada um destes árbitros.
Primeiro árbitro: Deve ficar sentado ou em pé na cadeira colocada em uma das extremidades da rede. Compete a ela tomar a decisão final sobre todas as jogadas da partida.
Segundo árbitro: Fica de pé em um dos lados da rede, oposto ao primeiro árbitro. Ele controla o apontador, os tempos, as faltas, invasões e checa as posições dos jogadores no rodízio.
O apontador: Como mostra na imagem de abertura do capítulo, é o responsável por cuidar da súmula, dos pontos e da ordem de saque dos times. Fica posicionado atrás do segundo árbitro.
JuÍzes de linha: Como especificado acima, são de dois a quatro juizes de linha em uma partida. Ficam em pé na área livre, posicionados entre 1 e 3 metros de distância de cada ângulo da quadra. Eles devem apontar se a bola cai dentro ou fora das linhas demarcatória da quadra.

O jogo de vôlei
Para compreendermos como funciona o jogo de vôlei, vamos explicar através de tópicos para que o entendimento seja o mais claro possível sobre este jogo.
- Um set, com exceção do “tie Break” é ganho pela equipe que alcançar primeiro 25 pontos, desde que tenha uma vantagem de no mínimo dois pontos sobre o adversário. No caso de haver empate em 24 a 24, vence a equipe que abrir primeiro dois pontos de vantagem.
- No vôlei, é disputado uma melhor de 5 sets, ou seja, vence o jogo quem alcançar primeiro 3 sets.
- No caso de haver empate em sets (2 a 2), a partida é decidida em um set decisivo chamado de “tie Break”. Neste set, a situação é a mesma dos outros, ou seja, pontos corridos, porém, ao invés de ir até 25 pontos, vai até 15 pontos. No caso de um empate em 14 a 14, vence a equipe que abrir dois pontos de vantagem sobre a outra.
- No caso de uma equipe não comparecer no jogo, é declarada desistente e perde o jogo por três sets a zero, com o placar de 25 a 0 em todos os sets.
- Antes do início de cada jogo, o primeiro árbitro realiza o sorteio que decide sobre quem irá iniciar sacando e os lados da quadra. É realizado também um sorteio quando ocorre um “tie break”. O vencedor do sorteio escolhe se prefere começar a partida sacando ou optar por um dos lados da quadra.
- Cada equipe deve ter seis jogadores na quadra de e seis jogadores no banco de reservas. A posição inicial dos jogadores que estão em jogo, indica a ordem de rotação deles na quadra. Essa ordem deve ser mantida durante o set. Veremos mais abaixo como funciona o rodízio.
- A bola é considerada fora quando toca o piso em área totalmente fora das linhas que demarcam a quadra. Se tocar o teto do ginásio ou qualquer objeto na quadra ou então uma pessoa que não faça parte do jogo, a bola também é considerada fora.
- A bola pode ser recuperada além da zona livre da quadra adversária.
- Cada equipe pode tocar apenas três vezes na bola, além do toque do bloqueio que não é considerado como toque, para retorná-la à equipe adversária. Caso excedido o número de três toques, a equipe comete uma falta de quatro toques e o ponto vai para a equipe adversária.
- Quando dois jogadores da mesma equipe tocam na bola ao mesmo tempo, é considerado dois toques.
- A bola pode tocar qualquer parte do corpo dos jogadores.
- A bola deve ser tocada, mas não pode ser revertida ou conduzida. Isto é, o árbitro marcará a condução sempre que um jogador, em vez de tocar a bola, segurar ou conduzi-la em qualquer direção.
- Uma bola que bate na rede pode ser recuperada dentro do limite dos três toques da equipe.
- No saque, a bola deve ser golpeada com uma mão ou qualquer parte do braço após ser solta ou lançada ao ar.
- O saque deve ser realizado até 8 segundos após o apito de autorização do árbitro.
- Um jogador da defesa pode executar um toque dentro da zona de ataque desde que, no momento do contato, a bola não esteja completamente acima da borda superior da rede.
- Nenhum jogador pode efetuar um ataque após um saque dado pela equipe adversária enquanto a bola estiver dentro da zona de ataque.
- No bloqueio, o jogador que está efetuando o movimento de erguer as mãos e ultrapassando a parte superior da rede não pode tocar na bola no espaço do adversário antes que este conclua o ataque.
- O primeiro retardamento no jogo, realizado por um membro da equipe, seja ele jogador ou comissão técnica, receberá uma advertência. Se houver mais retardamentos dentro da mesma partida, a equipe passa a perder pontos por cada atraso.
- Se o jogo for encerrado em outra quadra, o set será cancelado, recomeçando com os mesmos jogadores anteriores e a mesma ordem de saque inicial. Os resultados dos outros sets serão mantidos.
 
O posicionamento em quadra (Rodízio)
As posições dos jogadores são numerados da seguinte maneira como mostra a figura acima: os três jogadores que se encontram junto a rede, formam a linha de ataque e ocupam as posições 4, 3 e 2. os outros três jogadores ocupam as posições 5, 6 e 1.

Depois do saque, os jogadores podem se deslocar e ocupar qualquer posição na sua própria quadra e na zona livre. Uma falta de posicionamento leva à perda do ponto.

Quando a equipe ganha o direito de sacar, seus jogadores efetuam o chamado rodízio, avançando uma posição no sentido horário. O jogador na posição 2 vai para a posição 1, e será ele o sacador. O jogador da posição 1 vai para a posição 6, e assim por diante.

Fundamentos do vôlei
O vôlei de quadra parte de seis fundamentos para a sua prática: saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio e defesa. Saberemos abaixo o que significam cada um deles:

O saque
É a ação em que começa a partida ou reinicia o jogo a cada ponto. O jogador fica posicionado atrás da linha de fundo da quadra, em qualquer posição, e tenta enviar a bola para o campo adversário passando-a por cima da rede e entre as duas antenas. Atualmente, o saque é considerado um princípio de ataque. Cada vez mais os jogadores estão se aprimorando neste fundamento e realizando saques fortíssimos de modo a dificultar a recepção do adversário. Cada vez em que o jogador consegue um ponto direto de saque, este é chamado de “ace”.

Recepção
Considerado um princípio de defesa, é o movimento em que o jogador executa depois do saque adversário. Quase sempre, o toque é feito de manchete, porém, pode ser também usada uma única mão ou as duas. A recepção é que vai determinar a aço do ataque. Quanto mais precisa for a recepção para o levantador da equipe, melhor será o ataque da equipe que irá dificultar a chegada do bloqueio adversário.

Levantamento
É o passe que antecede o ataque. Normalmente o toque é feito com as duas mãos acima da cabeça. Esta jogada é geralmente realizada pelo jogador chamado de levantador. Quando o levantamento é perfeito, deixa o ataque em condições de marcar um ponto. Em casos excepcionais, o levantamento pode ser feito de manchete.

 Ataque
Popularmente conhecido como cortada é o movimento cujo jogador da um salto seguido de um golpe forte e rápido, junto à rede, com o objetivo de fazer a bola ir diretamente para o chão da quadra de jogo adversária. É um fundamento que exige técnica, velocidade e principalmente força e precisão. Cada atacante deve ter um repertório grande de jogadas para poder tirar as chances do bloqueio e da defesa adversária conseguir pegar a bola. Todos os jogadores atacam, com exceção do líbero que só pode passar a bola para o outro lado da quadra de manchete ou toque.

Bloqueio
É a defesa de uma cortada realizada junto à rede. Este fundamento consiste em uma combinação de dois movimentos que são o salto e a formação de uma barreira com as mãos, tentando reduzir a velocidade da bola ou impedir que ela passe para o lado da quadra de sua equipe. O bloqueio pode ser simples (um jogador), duplo (dois jogadores) ou triplo (com três jogadores).

Defesa
É o movimento executado após um ataque da equipe adversária que tenha passado pelo bloqueio. O seu principal objetivo, é claro, tentar impedir que a bola cai no solo, porém, sempre que possível deve proporcionar o contra-ataque, permitindo que a bola chegue às mãos de levantador. Este é um fundamento executado principalmente pelo líbero.

Compartilhar

Onde treinar Vôlei ?

ESCOLA DE VÔLEI PAULA PEQUENO

ONDE TREINAR ? VEJA NOSSAS UNIDADES:

Clique na UNIDADE e veja os HORÁRIOS de cada turma:

> UNIDADE DOM BOSCO - ASA SUL - BRASÍLIA

> UNIDADE ROGACIONISTA - GUARÁ II - BRASÍLIA

> UNIDADE PROJEÇÃO - TAGUATINGA - BRASÍLIA

> UNIDADE CEAN - ASA NORTE - BRASÍLIA

> UNIDADE MACHADO DE ASSIS - JOINVILLE -SC

> UNIDADE A.D.E EMBRACO - JOINVILLE - SC

> UNIDADE S.E.R TIGRE - JOINVILLE - SC

> UNIDADE SÃO VICENTE DE PAULO - ICARAÍ - NITERÓI


UNIDADE DOM BOSCO - BRASÍLIA - DF

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE ALUNO: R$ 100,00 (Valor normal)
MENSALIDADE desconto ALUNO: R$ 90,00
MENSALIDADE ADULTO E MASTER: R$ 140,00

KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


COLÉGIO ROGACIONISTA BRASÍLIA - DF

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE ALUNO: R$ 130,00 (Valor normal)
MENSALIDADE desconto ALUNO: R$ 117,00
MENSALIDADE ADULTO E MASTER: R$ 140,00

KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


COLÉGIO PROJEÇÃO - TAGUATINGA - BRASÍLIA - DF

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE ALUNO: R$ 130,00 (Valor normal)
MENSALIDADE desconto ALUNO: R$ 117,00
MENSALIDADE ADULTO E MASTER: R$ 140,00

KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


COLÉGIO CEAN - ASA NORTE - BRASÍLIA - DF

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE ALUNO: R$ 130,00 (Valor normal)
MENSALIDADE desconto ALUNO: R$ 117,00
MENSALIDADE ADULTO E MASTER: R$ 140,00

KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


COLÉGIO MACHADO DE ASSIS - JOINVILLE - SC

 VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE ALUNO: R$ 85,00 (Valor normal)
MENSALIDADE EX Atleta do Colégio: R$ 80,00
KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


HORÁRIOS: UNIDADE ADE EMBRACO - JOINVILLE - SC

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE NÃO SÓCIO: R$ 85,00 (Valor normal)
MENSALIDADE SÓCIO: R$ 60,00 (Desconto SÓCIOS da ADE EMBRACO)
KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


HORÁRIOS: UNIDADE S.E.R TIGRE - JOINVILLE - SC

 VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE NÃO SÓCIO: R$ 85,00 (Valor normal)
MENSALIDADE SÓCIO: R$ 60,00 (Desconto SÓCIOS)
KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES


COLÉGIO SÃO VICENTE DE PAULO - NITERÓI - RJ

VALORES

MATRÍCULA: R$30,00 (Taxa única)
MENSALIDADE NÃO ALUNO: R$ 150,00 (Valor normal)
MENSALIDADE DESCONTO ALUNO: R$ 120,00
KIT UNIFORME: R$ 120,00 (1 Camiseta dry fit personalizada) + 1 Short + 1 Sacola Bag)

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA MATRÍCULAVOLTAR > LISTA DE UNIDADES

Compartilhar

Escola de Vôlei - Paula Pequeno

Oportunidades para quem aceita novos desafios !

EDITAL PROGRAMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA – MAIO a DEZEMBRO 2015

A Escola Nacional de Esportes, instituição de Ensino, registrada no CNPJ: 18.871.413/0001-07 faz saber aos interessados que estão abertas as inscrições para o Programa de Estágio Supervisionado (Educação Física) na Escola de Vôlei Paula Pequeno em Brasília com início em Maio/Junho 2015 e término em Dezembro 2015.

O objetivo do Programa é construir profissionais mais engajados com os valores do esporte, oferecendo oportunidades e abrindo as portas para o futuro, o Programa oferece subsídios e compartilha conhecimento (Teórico e Prático) aos estudantes de Educação Física que tenham interesse em atuar na Escola de Vôlei Paula Pequeno, projeto que carrega nos seus valores o endosso da atleta “Bi Campeã Olímpica”. Abaixo nossos programas:

 · Iniciação Esportiva Voleibol (de 05 a 10 anos)
 · Treinamento Voleibol - Nível Intermediário (de 11 a 14 anos)
· Treinamento Voleibol - Nível Avançado (De 15 a 18 anos)

Clique aqui e saiba mais...

Compartilhar

Curso de Preparação Física com Luiz Turisco - Meios, Métodos e Exercícios da Iniciação ao Alto Rendimento.


O Curso

INTRODUÇÃO

TEMA: A Preparação Física - Meios, Métodos e Exercícios da Iniciação ao Alto Rendimento.

Objetivos:

Nesse encontro teórico e pratico iremos proporcionar ao Profissional da área da Saúde e do Esporte sequências de exercícios e métodos de treinamento para aprimorar os atletas e suas equipes. Um Curso que visa aproximar os alunos do universo do treinamento e da Preparação Física da iniciação ao alto rendimento, baseado em métodos e experiências de grandes atletas do esporte Brasileiro. Uma oportunidade única de conhecer técnicas e exercícios diferenciados para a preparação física de seus atletas e equipes.

Certificação: Aperfeiçoamento Profissional, Extensão Universitária e Atividades Curriculares Complementares (ACC).

Kit do Aluno - Material Didático + Camiseta do Curso + Certificado + Coffe Break.

A QUEM SE DESTINA 

Profissionais, Treinadores e Professores, Estudantes de Educação Física, Medicina, Nutrição, Fisioterapia,Treinadores e aqueles que se interessam pelo esporte e pelo desenvolvimento de sua performance.

Palestrante

Luiz Turisco

Educador físico (personal trainner), atleta e instrutor de yoga

Educador Físico: Formado a mais de 15 anos com especializações em:

Atualmente Preparador físico do atleta Campeão Mundial - Velejador Olímpico (classe FINN) Jorge Zarif e da Seleção Brasileira de Handebol.

Especialista em Treinamento Funcional com profundo conhecimento teórico e prático em Treinamento desportivo, fisiologia, biomecânica e anatomia humana.

Atleta: Atleta de Handebol com passagens pelas melhores equipes do pais e representando o Brasil como atleta e atualmente como preparador físico da equipe olímpica masculina de handebol visando os jogos olímpicos de 2016.

Instrutor de Yoga: Professor dos métodos Iyengar Yoga e Power yoga.
(praticante a 10 anos).

 

  Experiência Profissional

Formação

  • Graduado em Educação Física-FMU (1998);
  • Especialista em Treinamento Desportivo-UNIFESP (2000);
  • Especialista em Fisiologia e Biomecânica da Atividade motora- Faculdade de Medicina da USP H.C.F.M.U.S.P (2003);
  • Especialista em Biopsicologia com Dra. Susan Andrews (EUA) Parque visão futuro (2008);
  • Especialista em hatha-yoga método Iyengar yoga. Escola Yogadham (2010);
  • Curso modular em Anatomia Aplicado ao Yoga- UNIFESP/EPM (2012);
  • Ex-Atleta de handebol por mais de 20 anos atuando em diversos Clubes, Seleções Paulista e Brasileira;

Experiência Profissional

  • Preparador Físico da Seleção Brasileira de Handebol Adulto;
  • Preparador Físico –ECP Esporte Clube Pinheiros (Equipes: Natação/Basquete/Handebol);
  • Técnico de Handebol e Preparador Físico (A HEBRAICA);
  • Personal Trainer.

 

 

 

Cronograma e Programa do curso

Conteúdo Programático

Métodos de treinamentos: 

  • Exercícios Preventivos (Sequência preventiva para Cintura pélvica e escapular)
  • Pilometria
  • Exercícios Resistidos ( Musculação e Funcional)
  • Exercícios Multi-Articulares e Multi- Planares ( Levantamento Olímpico e Funcional)
  • Exercícios INTEGRANDO as Capacidades Físicas ( treino combinando Força Máxima e Força Explosiva)
  • Sequência Funcional para criar equilíbrio das amplitudes articulares e criar sinergismo entre as cadeias musculares
  • Yoga para atletas: Exercícios e técnicas para equilíbrio e recuperação física e mental

Cronograma

SÁBADO - 20/09/2014

  • 08h00 - 08h30 - Chegada e Credenciamento
  • 08h30 - 10h00 - Aula Teórica - 
  • 10h00 - 10h30 - Coffe Break
  • 10h30 - 12h30 - Aula Teórica - 
  • 12h30 - 14h00 - Almoço
  • 14h00 - 15h30 - Aula Teórica - 
  • 15h30 - 16h00 - Coffe Break
  • 16h00 - 18h00 - Aula prática-
  • 18h00 - 19h00 - Fórum de discussão

DOMINGO - 21/09/2014

  • 08h30 - 10h00 - Aula Teórica
  • 10h00 - 10h30 - Coffe Break
  • 10h30 - 12h30 - Aula Prática 
  • 12h30 - 14h00 - Almoço
  • 14h00 - 15h30 - Aula Teórica
  • 15h30 - 15h45 - Coffe Break
  • 15h45 - 17h00 - Aula prática 
  • 17h00 - 17h30 - Encerramento e entrega de certificados

Local e Informações de Hospedagem

CT BAUER

Centro de Treinamento Bauer
Rua Doutor Melo Nogueira, 60 – Casa Verde – São Paulo / SP
 

HOSPEDAGEM

Em BREVE Informações...

Pagamento

Nos valores estão inclusos:

Certificação: Aperfeiçoamento Profissional, Extensão Universitária e Atividades Curriculares Complementares (ACC).

Kit do Aluno - Material Didático + Camiseta do Curso + Certificado + Coffe Break.

Valor R$ 250,00 - à vista no BOLETO ou parcelado em até 12 vezes no Cartão de Crédito - Vagas Limitadas - Clique aqui e faça sua inscrição

DESCONTO PARA GRUPOS: Acima de 5 pessoas - Consulte mais informações 011 3375 8282 ou 011 3375 8383

Depósito Bancário: Necessário enviar o comprovante por e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para confirmar sua matrícula.

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 2899-0
Conta Corrente: 1458-2
Código Operação: 003
CNPJ: 18.871.413/0001-07
Escola Nacional de Esportes LTDA - EPP

Dúvidas ligue para 011 3375 8282 ou 011 3375 8383 ou envie e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Informações Gerais

 

Informações Gerais

 

  • As inscrições serão aceitas até as datas previstas!
  • Após aquele período, somente se houver vagas remanescentes.
  • Alunos MEMBROS da ENE | Escola Nacional de Esportes, que já fizeram algum dos nossos Cursos terão desconto de 20% nas sua Inscrição.
  • As vagas, por curso, são limitadas.
  • Em caso de desistência do Aluno, 5 dias úteis antes da data do curso, será feito reembolso de 80% do valor da Inscrição e/ou da Matrícula, sendo 20% destinado às despesas administrativas, após esse período não haverá reembolso. 
  • As despesas com viagens, hospedagens e alimentação são de responsabilidade do candidato; devendo ser planejadas de acordo com o cronograma do curso e das aulas.
  • Os Professores sem vínculo com a ENE são convidados para desenvolver temas de suas respectivas especialidades.

 

Compartilhar

DISTRITO FEDERAL

Telefones Secretaria:
(61) 3381 9928
(61) 3254 6643
(61) 3263 8588
(61) 3263 8581

Whatsapp:
(61) 99575 9393

 


Atendimento Comercial

LUCAS CAETANO
(61) 99227 3742

JOÃO GABRIEL
(61) 99240 6734

RIO DE JANEIRO

(21)  2109-6857
(21) 97190 3073

JOINVILLE

(47) 3227 44 41
(47) 9609 0827